Sobre

Kibojoe Linux

O que é Kibojoe Linux? Kibo é um dos três vulcões do Killimanjaro, a montanha mais alta da Tanzânia. Adotamos o nome joe de Joe Wingbermuehle, criador e mantenedor do Joe's Window Manager (JWM). Então, dando créditos ao Manjaro Linux e Joe, combinamos o nome e ficou Kibojoe. O logotipo representa a união do Manjaro com o JWM: i) o vulcão (cor verde, que representa o Manjaro) e ii) a letra j representa o interior do vulcão e a nuvem sobre ele (cor azul, que representa o JWM). O Kibojoe é um re-spin fácil, rápido, elegante e poderoso. É eficiente, estável, moderno, confiável e um sistema operacional GNU/Linux user-friendly. Kibojoe é configurado e otimizado para que ele possa facilmente executar as nossas atividades do dia-a-dia. Incorpora a filosofia KISS, é rolling-release e compatível com todos os benefícios do Manjaro Linux e ArchLinux. Criado com "manjaro-tools" e sempre mantido colaborativamente.

Desfrute da liberdade, use e abuse!


Manjaro Linux

A distribuição tem este nome porque Philip Müller, um dos líderes do projeto, e amigos fizeram uma viagem nas proximidades da montanha Kilimanjaro, que fica situada ao nordeste da Tanzânia (África). Eles, em especial Philip Müller, ficaram encantados com a beleza que o local proporciona. Devido a isto, a distribuição se chama Manjaro para homenagear a montanha Kilimanjaro que, por sua vez, é um nome simpático e simples.

Logotipo

Ele é projetado como um M para Manjaro e na parte superior esquerda é como um L para Linux, que resultou em Manjaro Linux. Temos três colunas: pequena, média e grande. Este M representa muitas coisas, vejam: a) é como uma escala que pode representar as finanças; b) também algo simbólico que representa a subida; c) as três colunas também representam o Core-Team da distribuição: Roland, Guilherme e Philip Müller; d) temos também quatro partes; e) o significado simbólico do número quatro trata da estabilidade e invoca a natureza fundamentada de todas as coisas; etc.

Simplicidade

Esta é a filosofia da equipe do Manjaro Linux, que procura oferecer uma alternativa simples aos usuários que gostam das características do ArchLinux como a sua velocidade, os seus pacotes sempre atualizados, a sua leveza e o seu princípio K.I.S.S./Rolling-Release.

Diferenças

A grande diferença entre o Manjaro Linux e o ArchLinux é a sua facilidade no processo de manuseio da distribuição. Isso vai muito além de apenas fornecer um instalador fácil e ambientes pré-configurados de desktop. Manjaro Linux também oferece uma série de ferramentas poderosas desenvolvidas exclusivamente pela equipe, que são: a) Manjaro HardWare Detection (mhwd); b) Manjaro HardWare Detection Kernel (mhwd-kernel); c) Pacman Graphical User Interface (Pamac ou Octopi); d) suporte automático para o uso de múltiplos kernels, etc.. Ademais a equipe vem trabalhando, em sintonia com os usuários, em um novo instalador gráfico (Calamares) e na melhoria do processo de instalação da distro.

Rolling-Realese

É uma distribuição Rolling-Realese, que permite uma única instalação, isto é, o usuário não necessita de sempre reinstalar do “zero” quando sair uma nova versão. Isto significa que, não é - e nunca será - necessário reinstalar uma versão posterior do Manjaro Linux a fim de desfrutar do mais recente sistema. Se a distribuição é atualizada frequentemente (sudo pacman -Syyuu), isto significa que o Manjaro Linux já está com a sua última versão.

K.I.S.S.

É uma distribuição K.I.S.S. (Keep It Simple, Stupid), que possibilita uma alta flexível na usabilidade, isto é, tenta manter as coisas o mais simples possível. É por isto que o lema do Manjaro Linux é: Desfrute da simplicidade!

Interfaces gráficas

Tem duas excelentes interfaces gráficas (XFCE e KDE), que são otimizadas para o uso do dia-a-dia. Todavia, esta distribuição vem com outros sabores ambientais tocados pelas comunidades com, por exemplo: Ativas: Net-Edition, BspWM, Deepin, Lxqt, LXDE, Cinnamon, i3, JWM, Gnome, Mate, Budgie e Netbook. Inativas: Enligtenment, Fluxbox, Openbox e PekWM.

Atualização

A equipe do Manjaro Linux mantém a distribuição sempre atualizada, que proporciona aos usuários uma maior eficiência, estabilidade, confiabilidade, inovação e acessibilidade.

Instalador gráfico

O Manjaro Linux tem um instalador gráfico que é super amigável, proporcionando uma manipulação simples e objetiva. Ademais a equipe do Manjaro Linux vem trabalhando para substituir o Thus pelo Calamares, dando mais eficiência, estabilidade, confiabilidade e inovação ao processo de instalação da distribuição.

Repositórios

Para garantir a eficiência, estabilidade, confiabilidade, inovação e acessibilidade, a distribuição utiliza seus próprios repositórios de softwares. O Manjaro Linux não acessa diretamente os repositórios fornecidos pelo ArchLinux. Antes de serem liberados para os próprios repositórios estáveis para uso comum, os softwares, inicialmente fornecidos pelos repositórios do ArchLinux, são completamente testados e se necessário são modificados para adequar aos objetivos da distribuição. Embora, o Manjaro Linux tenha seus próprios repositórios, ele é 100,0% compatível com os repositórios do ArchLinux, especialmente com o AUR (Arch User Repository).

Servidores

Para oferecer uma maior agilidade no processo de manutenção do Manjaro Linux, a equipe da distribuição, juntamente com a comunidade, disponibiliza 59 servidores distribuídos pelo mundo. Para uma visão da amplitude dos servidores pode conferir em Manjaro Repository. A equipe está constantemente monitorando os servidores e qualquer problema com algum imediatamente o administrador responsável é contatado para repassar a instabilidade.

Comunicação

A política de comunicação da equipe do Manjaro Linux é transparente e aberta, com um site, blog, fóruns, listas de discussão, IRC, Wiki, etc. A equipe sempre está atenta às opiniões dos usuários que, por sua vez, promove uma grande interação com eles. Noutras palavras, o duo - equipe-usuários - faz com que a distribuição seja produzida comunitariamente!

Comunidades

A equipe da distribuição nunca se opôs a criação de comunidades manjarianas, pois elas são agentes multiplicadores da filosofia do Manjaro Linux. Neste sentido, o Manjaro Linux, embora seja uma distribuição jovem, hoje já conta com sete comunidades mundo afora e elas são, por ordem de nascimento: Turquia, Brasil, França, Alemanha, Bélgica, República Techa, Dinamarca, Chile (país onde está alojado a Comunidade Hispânica) e Rússia. Estas comunidades já foram reconhecidas oficialmente pela equipe e também já estão indexadas no site do DistroWatch.

Manjaro Brasil

O Manjaro Brasil é um projeto formado por usuários brasileiros do Manjaro Linux, que tem como meta divulgar e tornar esta distribuição mais acessível aos brasileiros. Ela oferece suporte e informação sobre o Manjaro Linux e o mundillo GNU/Linux. Hoje a distribuição possui dois servidores no Brasil (um localizado no Laboratório de Segurança e Criptografia/Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP e o outro no Linorg Superitendência de Tecnologia da Informação da Universidade de São Paulo - USP), oferecendo uma maior agilidade no processo de manutenção do Manjaro Linux, seja no Brasil ou nos países vizinhos. Além disto, os membros do Manjaro Brasil veem contribuindo, sobretudo com o trabalho de tradução de aplicativos, com o desenvolvimento da distribuição, com a obtenção de novos servidores pelo mundo (Colômbia, Costa Rica, Portugal, China, Taiwan e Equador), etc. Manjaro Brasil colaborou com a fundação do Manjaro Hispano, que é uma comunidade em castellano. Manjaro Brasil é 100% GNU/Linux! Quem quiser experimentar esta distribuição, pode contar com o suporte do Manjaro Brasil.

Conclusão

O Manjaro Linux é simples de se obter, instalar, configurar e, consequentemente, usar! Após a instalação, temos uma distribuição em nosso idioma (português do Brasil), que vai oferecer todos os benefícios de um sistema ArchLinux, mas com uma ênfase especial na eficiência, estabilidade, confiabilidade, inovação e acessibilidade aos usuários novatos ou experientes no mundillo GNU/Linux.


Manjaro JWM Community Edition

Manjaro JWM Community Edition é um respin do Manjaro Linux usando o JWM e é mantido pela comunidade. JWM (Joe's Window Manager) é um gerenciador de janelas para X11 Window Manager escrito por Joe Wingbermuehle. Este Window Manager está totalmente escrito em C e usa apenas, no mínimo, Xlib. O Manjaro JWM Community Edition é pensado para pessoas não-experientes e experientes na manipulação de WMs, que querem ter um sistema totalmente funcional após a sua instalação. Este projeto está sempre em desenvolvimento, então, as coisas podem mudar muito com cada lançamento. Mesmo que a versão atual é rotulada como dev, ela é suficientemente estável para o trabalho do dia-a-dia.


JWM (Joe’s Window Manager)

JWM é um gerenciador de janelas leve para o X11 Window System e é desenvolvido por Joe Wingbermuehle. JWM é escrito em C e utiliza, no mínimo, apenas Xlib. Por causa de seu pequeno tamanho, JWM é um ótimo gerenciador de janelas para computadores mais antigas e sistemas com pouca potência; por outro lado ele é perfeitamente capaz de trabalhar perfeitamente em sistemas modernos. JWM está em distribuições pequenas, como Puppy Linux e Damn Small Linux, e ele também está disponível em muitas outras distribuições GNU/Linux. Embora não seja obrigatório, o JWM pode usar, se disponíveis, as seguintes bibliotecas:

  • libXext para extensão de forma;
  • libXext para extensão de renderização;
  • libXmu para arredondado da janelas;
  • libXinerama para Xinerama (multi-monitor);
  • libXpm para XPM, wallpapers e ícones;
  • libjpeg para JPEG, wallpapers e ícones;
  • libpng para PNG, wallpapers e ícones;
  • librsvg e Cairo para SVG, wallpapers e ícones;
  • libxft para suporte a fontes;
  • libfribidi para suporte a idiomas.

JWM está em conformidade com ICCCM e suporta tanto MWM e Extended Window Manager Hints. Isto significa que o JWM atende os requisitos exigidos pelos Windows Manager.

Versão estável (21/07/2017)

Comparativo de consumo de memória

Sites interessantes

Suporte

Pode ser via GitHub ou email joewing@joewing.net.


Holmes

Holmes? O nickname surge em 2010 durante uma atuação no fórum GPSPoint (sim! sobre GPS, que doideira...na época...GPS...e nem usava GPS...), lá tinha o Sherlock e faltava o Holmes (antes o nickname era Viva...não sei porque do nome...)! Eis aí que surge o Holmes no mundillo GNU/Linux. Mas fui expulso desse fórum...oooooooo....! Fundador do Chakra Brasil, do Manjaro Brasil e do Manjaro Hispano. Usa GNU/Linux desde 2009 e está com o Manjaro Linux desde 2012. Foi mantenedor do Manjaro PekWM Community Edition e do Manjaro Openbox Community Edition e atualmente é mantenedor do Manjaro JWM Community Edition. O blog "Holmes: GNU/Linux I Manjaro Linux I JWM I Outras Coisas..." é um espaço para estar divulgando coisas do mundillo GNU/Linux, sobretudo do Manjaro Linux e do JWM. Também é um local "geek" para divulgação de outras nerdices. A mesa de trabalho e onde tudo tudo ocorre: 'hacktivismo', 'comunicação', 'observação', 'indignação', 'alerta', 'alegria', etc.

Todo conteúdo do blog está licenciado por GNU FDL.